Domingo, 02.08.09

A obesidade é caracterizada pelo acúmulo excessivo de gordura corporal, o qual traz prejuízos à saúde do indivíduo.

 

Nesse sentido, as estratégias de emagrecimento mais descritas são: dietas, exercícios físicos, fármacos, cirurgias e terapias comportamentais.

 

Tratamentos convencionais, como a restrição energética e o exercício físico, têm sido os mais utilizados e recomendados para perda de peso. A restrição energética geralmente tem destaque nos programas de emagrecimento, por proporcionar maior redução de peso, sendo, muitas vezes, utilizada como única estratégia.

 

Todavia, a redução de peso e gordura corporal alcançada por meio da restrição energética quase sempre é acompanhada pela diminuição da massa corporal magra.

 

Atualmente existem evidências de que dietas com maior proporção de proteína promovem maior perda de peso, maior redução de gordura corporal e diminuem a perda de massa magra durante o emagrecimento, quando comparadas a dietas com menos proteína e de mesmo valor energético.

 

A restrição energética tipicamente recomendada para redução de peso caracteriza-se por ter grande quantidade de carboidratos, limitada quantidade de gordura e moderada quantidade de proteína, o que significa, em termos percentuais, 15% de proteína, 55% de carboidrato e 30% ou menos de gordura.

 

Todavia, a proporção ideal dos macronutrientes em dietas de emagrecimento é, atualmente, bastante discutida. Existem evidências de que as dietas com maior proporção de proteína e menor de carboidrato promovem maior perda de peso, maior redução de gordura corporal e menor perda de massa magra, quando comparadas às dietas convencionais.

 

Nestas dietas a proporção de proteína recomendada pode variar entre 22% a 45% do valor energético total.

 

Existem evidências de que a dieta com maior proporção de proteína aumenta a perda de peso e de gordura corporal e diminui a perda de massa corporal magra durante o emagrecimento. Entretanto, mais estudos são necessários para definir a melhor proporção, a quantidade e a fonte de proteína a ser utilizada em dietas para redução de peso, bem como o tempo ideal de tratamento e o grau de restrição energética que aperfeiçoe o efeito da maior proporção ou da quantidade deste macronutriente na dieta.

 

Além disso, questões como efeitos colaterais associados e mecanismos envolvidos com as dietas com maior proporção de proteína necessitam de maiores esclarecimentos.

publicado por investweb às 23:01 | link do post | comentar | favorito
Pesquisa personalizada
arquivos
2009
últ. comentários
As proteinas são mt boas
Olá,Parece ser uma dieta interessante vou pesquisa...
Olá,Parece ser uma dieta interessante vou pesquisa...
Olá eu já experimentei a Dieta da usp tive bons re...
Olá eu já experimentei a Dieta da usp tive bons re...
E morre-se em quantos dias só comendo isto?
blogs SAPO